Projeto ‘reaproveita água residual de dessalinização para fins agrícolas’ é inaugurado em Picuí

vila de santa luzia jpeUnidade Demonstrativa é inaugurada nessa quinta ,(01  no distrito de Santa Luzia, município de Picuí

O Laboratório de Referência em Dessalinização (LABDES), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), inaugurou nessa quinta-feira, dia 1º de dezembro, às 10h, uma unidade demonstrativa de aproveitamento econômico do concentrado do processo de dessalinização para fins agrícolas no distrito de Santa Luzia, no município de Picuí-PB. A unidade é parte de um projeto conveniado entre o laboratório, coordenado pelo professor Kepler Borges França, e a Agência Nacional de Águas (ANA).

O projeto que tem como parceiro, a gestão municipal de Picuí, reaproveita o concentrado resultado do processo de dessalinização da água de um poço instalado para abastecer a Escola Municipal de Ensino Fundamental Macário Zulmiro da Silva e algumas residências da região.vila de santa luzia 2 jpe

Esse resíduo, fruto da dessalinização da água, pode acabar gerando um grande impacto ambiental na região se não for bem descartado e entrar em contato com o Meio Ambiente. Buscando alternativas de reaproveitar o concentrado, a equipe do LABDES criou uma estufa de hortaliças utilizando do cultivo hipodrônico, na qual a produção não toca o solo. A estufa foi criada dentro da Escola e o resultados do cultivo serão utilizados para custear a manutenção da estufa e do dessalinizador.

Para dar andamento ao projeto, a equipe do LABDES realizou cursos de capacitação com membros da comunidade e ajudou na criação da Cooperativa Hidropônica Hidrovila, para que os moradores realizem a gestão do projeto.

Clemerson Morais – estagiário Ascom/UFCG