TSE rejeita ação contra jornal A União e Ricardo Coutinho

De forma unânime, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu pela improcedência de uma ação que apontava favorecimento do jornal estatal A União à campanha de Fernando Haddad (PT) e Manuela d’Ávila (PCdoB), que concorreram, respectivamente, aos cargos de presidente e vice-presidente da República em 2018.

“O conteúdo das reportagens não revelam a nítida intenção de denegrir a imagem de Jair Bolsonaro e também não podem ser consideradas difamatórias, tampouco inverídicas, estando nos estritos limites da liberdade de imprensa”, afirmou o ministro relator Jorge Mussi.

Ele enfatizou que as edições do jornal regional paraibano, de baixa tiragem e circulação restrita, não tiveram força suficiente para desequilibrar a disputa em âmbito nacional.

Os autores pediam a inelegibilidade dos envolvidos por abuso de poder político e conduta vedada, inclusive do governador da Paraíba à época (Ricardo Coutinho).

Arimateia Souza