Jornais do Brasil nesta quarta feira 13 de setembro

jornais13 de setembro de 2017

O Globo

Manchete: Funaro diz ter provas contra Temer e reforça denúncia

Operador do PMDB contou que tinha conta conjunta com Geddel

Delator também afirma que acerto com Joesley Batista era de R$ 100 milhões por seu silêncio

Operador do PMDB e delator da Lava-Jato, Lúcio Funaro entregou à Justiça documentos que, segundo ele, comprovariam propina de R$ 1,5 milhão ao presidente Temer, informa LYDIA MEDEIROS. Funaro também relatou pagamentos a outros aliados a pedido do ex-deputado Eduardo Cunha. Contou que acertara receber R$ 100 milhões de Joesley Batista por seu silêncio, quebrado já em meio ao escândalo. E que tinha conta conjunta com o ex-ministro Geddel (PMDB), suspeito de esconder R$ 51 milhões num imóvel de Salvador. As acusações reforçarão a nova denúncia que o procurador-geral, Rodrigo Janot, deverá fazer contra Temer. Ontem, outro inquérito sobre o presidente foi aberto no STF. (Págs. 2 a 4)

EDITORIAL

‘CPI da JBS não pode ser instrumento de vingança’ (Pág. 18)

Em cela comum

Sem curso superior, Joesley Batista ficará em cela comum, caso vá para um presídio. (Pág. 8)

Presidente: ‘Facínoras roubam a verdade’

Sem citar a Polícia Federal, que concluiu inquérito com indícios contra o chamado “quadrilhão do PMDB”, o presidente Temer ontem subiu o tom na reação. Em nota, disse que o estado democrático de direito existe para “coibir a barbárie da punição sem provas” e criticou “criminosos renitentes e persistentes”, “facínoras que roubam a verdade” e “bandidos que constroem versões”. (Pág. 6)

Rodovia terá concessão tapa-buraco

Sem dinheiro para a manutenção de rodovias federais, o governo lançará novo modelo de concessão, com prazo de dez anos. Empresas teriam obrigação de tapar buracos, cortar o mato, manter a sinalização e fazer pequenas obras. A Invepar devolveu a concessão da BR-040. (Pág. 21)

Trinta oficiais dos bombeiros presos

A polícia prendeu 30 oficiais do Corpo de Bombeiros do Rio por corrupção na concessão de alvarás. O Fluminense é acusado de usar esquema para liberar estádio. (Págs. 10 e 11)

Comissão aprova bingos de partidos

Comissão da Câmara aprovou proposta de os partidos organizarem bingos e rifas para financiar campanhas. O texto ainda vai a plenário. (Pág. 6)

A tragédia da evasão no Brasil

Estudo da OCDE mostra que 41% dos alunos abandonam o ensino médio até cinco anos após iniciá-lo. É o dobro de outros 13 países. (Pág. 28)

Petros exigirá contribuição extra

A Petros, fundo de pensão da Petrobras, exigirá aporte extra para um dos planos, que atende 64 mil aposentados e 13 mil da ativa. A contribuição adicional será de até 19,2%. (Pág. 23)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Inquérito contra Temer e análise de provas elevam tensão no STF

Ministro Luís Roberto Barroso autoriza nova investigação contra o presidente; plenário da Corte julga hoje recursos que tentam evitar nova denúncia de Janot

Sob um clima de tensão entre Ministério Público, Judiciário e governo, o plenário do STF julga hoje a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para conduzir investigações contra Michel Temer, e uma questão proposta pela defesa do presidente que pode limitar o uso das provas obtidas por meio da delação da J&F. Temer quer a “sustação” de eventual nova denúncia de Janot contra ele até a conclusão de investigação sobre fatos envolvendo o empresário Joesley Batista. A tensão no STF ficou clara, ontem, com declarações de membros da Corte. O ministro Luís Roberto Barroso autorizou a abertura de inquérito contra Temer por supostos crimes relacionados a um decreto do setor portuário. A medida foi pedida por Janot após a Operação Patmos, também do caso J&F, revelar uma conversa, interceptada pela Polícia Federal, do ex-deputado Rocha Loures com Temer, em 4 de maio. O Planalto nega irregularidades do presidente. (POLÍTICA / PÁGS. A4 a A7)

Vera Magalhães

Janot denunciará Joesley

Procurador-geral da República vai incluir o executivo da J&F na denúncia por obstrução da Justiça que vai apresentar contra o presidente Michel Temer antes de passar o bastão para a sucessora, Raquel Dodge. (PÁG. A6)

Funcionários vão cobrir rombo de R$ 14 bi na Petros

Funcionários e aposentados da Petrobrás vão pagar R$ 14 bilhões, num prazo de 18 anos, por perdas registradas na Petros, a fundação de seguridade social da empresa. A Petrobrás contribuirá com R$ 13,7 bilhões, R$ 1,5 bilhão já no primeiro ano. (ECONOMIA / PÁG. B1)

IPTU da capital terá reajuste pela inflação em 2018

O prefeito João Doria desistiu de atualizar a Planta Genérica de Valores do Município e anunciou que, em 2018, o IPTU de São Paulo terá a correção pela inflação. Em cerca de 70% dos imóveis, o aumento será de cerca de 3%. (METRÓPOLE / PÁG. A14)

Polícia prende bombeiros por corrupção no Rio (Metrópole / Pág. A15)

Trump chama Temer para discutir Venezuela (Internacional / Pág. A10)

Governo quer cortar um terço das estatais (Economia / Pág. B4)

Monica De Bolle 

É possível ser liberal, sem defender a censura, e preocupar-se em distribuir renda. (ECONOMIA / PÁG. B2)

Notas & Informações 

O crime e a política

A atuação do Ministério Público deve se ater estritamente ao campo jurídico. Tudo o que passa daí cai no terreno da política, fora de sua competência. A Operação Lava Jato deve perseguir os crimes, não a política. (PÁG. A3)

A disputa sobre o Fundef

A morosidade da Justiça e o desconhecimento de finanças têm levado a equívocos. (PÁG. A3).

Redação