Em Mari, 60% dos vereadores serão mulheres; em Picuí, apenas duas foram eleitas

ednalva picui jpeDurante a posse dos parlamentares na Câmara Municipal de Mari, no próximo dia 1° de janeiro, um fato inusitado poderá ser testemunhado: 60% dos vereadores são mulheres. Após as eleições de 2016, o resto do país tem, em média, apenas 13,5% das suas Casas compostas por vereadoras.

Em Mari, as dez vagas da Casa serão ocupadas por Alisson Gomes (DEM), José Martins (PSB), Professora Arlinda (PP), Leo Teixeira (PSB), Loi da Saúde (PP), Neta do Sindicato (PR), Vania de Zu (PMB), Betinho Baltazar (PSL), Marilene Filha Chico Corretor (PSD), Erica (PP) e Valeska (PT do B).

Picuí – Em Picuí, município localizado no Seridó Paraibano, apenas a vereadora Ednalva Dantas (PSD) e Jozelma Dantas (PP), reeleitas, vão ocupar duas das onze cadeiras do Parlamento Mirim na terra da Carne de Sol e do Picolé Caseiro.jozelma jpe

João Pessoa – Na capital paraibana, das 27 vagas abertas para os vereadores, apenas três serão ocupadas por representantes do sexo femino, representando cerca de 11% dos parlamentares, menos do que a média nacional. São elas: Eliza Virgínia (PSDB), Raíssa Lacerda (PSD) e Sandra Marrocos (PSB).

A vereadora eleita pelo PSB avaliou que as mulheres são sub representadas, mesmo sendo o gênero dominante na população brasileira, e que as candidatas ainda não recebem a mesma estrutura do sexo oposto. A socialista ainda exaltou Mari como um bom exemplo.

“Precisamos avançar em termos qualitativos e quantitativos, como aconteceu em Mari. Precisamos que haja um maior incentivo estrutural durante a campanha. Por isso defendo que as cotas para mulheres não sejam nas candidaturas, mas nas vagas dentro da Câmara , como já é feito em outros países, aí você garante a participação feminina”, disse a parlamentar.

Brasil – As mulheres são maioria da população, passaram a viver mais, têm tido menos filhos, ocupam cada vez mais espaço no mercado de trabalho e, atualmente, são responsáveis pelo sustento de 37,3% das famílias. Dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, divulgada pelo IBGE em 2013, indicam que viviam no Brasil 103,5 milhões de mulheres, o equivalente a 51,4% da população.

A proporção de mulheres eleitas para o cargo de vereador se manteve entre as eleições de 2012 e de 2016, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste ano, 13,5% dos vereadores eleitos são mulheres – ou 7,8 mil de 57,8 mil candidatos. Há quatro anos, o percentual foi de 13,3% – 7,7 mil de 57,4 mil candidatos.

Apesar de maiores reivindicações da população e de campanhas para melhorar a representatividade feminina na política, a proporção de mulheres eleitas também é praticamente a mesma que a encontrada no primeiro turno das eleições de 2012 entre os prefeitos. Neste ano, 11,6% dos prefeitos eleitos no primeiro turno são mulheres – percentual ligeiramente menor que o de 2012: 12%.

Portal do Curimatau/Yves Feitosa