RICARDO, CARTAXO E BANCADA

O governador Ricardo Coutinho (PSB) já definiu que fica no governo até o final do mandato. Desta forma, o governador paraibano não disputará cargo eletivo em 2018, apesar do amplo favoritismo que lhe dão as pesquisas até agora realizadas.

Com essa decisão, que aliás foi comunicada pessoalmente à vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), RC será o comandante da campanha socialista que deverá ter o engenheiro João Azevedo (PSB) como candidato ao Governo do Estado.

Com essa postura o governador muda completamente o tabuleiro do xadrez político no Estado, vez que muitos pretensos candidatos em 2018 agora devem estar repensando suas estratégias. Afinal, a chapa governista tem 6 vagas a serem preenchidas (governador, vice-governador, 2 senadores e 2 suplentes de senador) e terá como coordenador de fato, ninguém mais ninguém menos que o próprio Ricardo Coutinho. Indiscutivelmente o político de maior prestígio na Paraíba nos últimos 30 anos.

Enfrentar com efetivas chances de vitória a chapa governista no próximo ano com tantas vagas para acomodações político-partidárias é obra muito difícil. Enfrentá-la, ainda mais, com RC no governo e comandando-a, aí já é obra fadada ao insucesso.

Fernando Caldeira