Flamengo mantém paciência com Jesus e espera contrato assinado antes de volta dos jogos

A permanência de Jorge Jesus no Flamengo depois do atual contrato vencer é dada como certa pelos dois lados da negociação. Mas a diretoria rubro-negra mantém a paciência até o fim  – o vínculo vence no dia 19 de junho – e trabalha por um desfecho positivo nas conversas sobre questões financeiras, que se dão desde a volta do mister de Portugal.

A estratégia do clube é esticar a corda até o fim e manter-se fiel ao que se propôs a pagar inicialmente, no aguardo do entendimento do português e sua comissão técnica. O único desejo é que tudo se resolva antes do retorno dos jogos.

Internamente, o entendimento do Flamengo é que o Brasileiro será iniciado no máximo até julho, garantindo receitas importantes, que dão respaldo para a permanência de Jesus com seu alto vencimento.

Os dirigentes rubro-negros tratam a negociação financeira como “difícil” e em conversas informais não apostam 100% na permanência, mas tudo sem sido conduzido com cautela extrema para preservar o bom trabalho realizado em 2019.

Para os representantes do Flamengo, se Jesus não quisesse permanecer no Flamengo pelo que foi oferecido, já teria informado á cúpula do clube. Assim, o jogo de paciência em meio a uma pandemia é regra obrigatória. Dos dois lados.

Representantes do mister, que acompanham a negociação, também acreditam em um final feliz ainda em maio. Mas quando questionados se tudo caminha para um acordo, dão claros sinais de que os pequenos detalhes ainda precisam ser afinados nas constantes conversas.

G1