Fluminense goleia um apático Paraná no Maracanã

fluminense lduO JOGO

O Fluminense nem mesmo precisou fazer força para vencer o Paraná nesta segunda, no Maracanã. Com gols de Jadson (dois), Richard e Luciano, o Tricolor sobrou em campo diante de um adversário completamente entregue, fez 4 a 0, deu um salto na tabela de classificação e complicou ainda mais a vida do lanterna do Brasileirão.

PANORAMA

Fluminense: 8ª posição – 37 pontos

Próximo jogo: Flamengo x Fluminense – sábado, 20h

Paraná: 20ª posição – 17 pontos

Próximo jogo: Bahia x Paraná, sábado, 21h

PRIMEIRO TEMPO

O jogo demorou a engrenar no 1º tempo. Contra um Paraná fechado, o Flu só foi chegar aos 23 minutos, com Everaldo, mas sem perigo. O resultado teve que ser construído na insistência. Marcos Junior, com um belo passe, deixou Jadson livre na área para marcar o primeiro (veja o vídeo). Richard, num chute de longe, definiu o placar antes do intervalo: arriscou de longe e contou com desvio em Renê Santos para balançar a rede. E a vantagem poderia ter sido ainda maior. Nos dois últimos lances, Luciano e Digão, completamente livres, desperdiçaram chances claras de cabeça.

SEGUNDO TEMPO

O Paraná voltou num ritmo ainda mais lento na segunda etapa. Melhor para o Flu, que tranquilizou ainda mais o jogo logo aos dois minutos: Digão ganhou na raça e esticou para Everaldo, que deixou Jadson, o goleador da noite, na cara do gol para marcar o terceiro. Dono da partida, o time de Marcelo Oliveira controlou o relógio, colocou o adversário na roda e decretou a goleada no fim com Luciano, num belo giro dentro da área.

VOLANTE ARTILHEIRO

A noite foi de um artilheiro incomum no Maracanã. Jadson marcou duas vezes na vitória contra o Paraná – em finalizações de primeira. Abriu o placar após belo passe de Marcos Junior e marcou o terceiro do Flu ao completar assistência de Everaldo. Foram os dois primeiros gols do volante no Brasileirão, que agora soma três em 2018.

QUE FAAAAAASE…

O Paraná vive um longo período de jejum de vitórias. A equipe não sabe o que é vencer uma partida desde o dia 22 DE JULHO, quando bateu o Atlético-MG por 1 a 0. Desde lá foram 14 partidas, dez derrotas e quatro empates, com quatro gols marcados e 24 sofridos.

Redação