Em jogo atrasado, Chapecoense vence o Atlético-PR de virada e deixa o Z-4 do Brasileirão

chapecoO JOGO

DEU VERDÃO

A Chapecoense entrou em campo disposta a deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão, mas o Atlético-PR dificultou muito a vida dos donos da casa na noite desta quinta-feira. Os paranaenses traçaram uma boa estratégia, se resguardaram na primeira etapa e buscaram os contra-ataques. No segundo tempo, foram para cima e chegaram ao gol com Pablo. A entrada de Bruno Silva mudou o panorama do jogo. O atacante fez a jogada do tento de empate, marcado por Bruno Guimarães, contra, e também da virada, feito por Leandro Pereira, aos 42 minutos. Com o resultado, os catarinenses saíram do Z-4.

COMO FICA?

Com a vitória, a Chapecoense chegou aos 25 pontos, ultrapassou o Vasco – que tem uma partida a menos – e deixou a zona de rebaixamento para trás. O Atlético-PR permaneceu em 14º, com 27 pontos – três acima do Z-4.

NA AGENDA

Na próxima rodada, a 24ª do Brasileirão, a Chapecoense recebe o líder Internacional na Arena Condá. A partida está marcada para segunda-feira, às 20h (de Brasília). Um dia antes, o Furacão encara o Fluminense, às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi de bom futebol de ambos os times. As estratégias ficaram bem definidas logo no início. Os donos da casa foram para cima por precisar do resultado positivo, enquanto os paranaenses tentaram aproveitar os contra-ataques e a linha de marcação.

Logo no início, Raphael Veiga recebeu na grande área e chutou rasteiro para a defesa de Jandrei. A Chapecoense respondeu um minuto depois, na insistência de Victor Andrade, que assustou Santos. O atacante foi o melhor jogador da Chape na primeira etapa. Além das jogadas de um contra um, ainda teve outras duas finalizações de fora da área, mas não conseguiu balançar as redes. Bruno Guimarães também mostrou habilidade. Aos 23 minutos ele fez um carnaval na defesa verde e branca, reclamou de pênalti e quase viu Raphael Veiga abrir o marcador – Jandrei salvou novamente.

SEGUNDO TEMPO

O Atlético-PR voltou mais ligado para o segundo tempo e tentando pressionar mais os donos da casa. A Chapecoense, por sua vez, inverteu o papel com os paranaenses e buscou os contra-ataques. Sentindo o mau momento, Guto chamou Canteros, mas antes de colocar o argentino na vaga de Márcio Araújo, viu Pablo fazer um belo gol após cruzamento preciso de Renan Lodi, aos 15 minutos.

Logo depois, o Atlético-PR quase ampliou, com um chute de fora da área de Rony – que saiu para a entrada de Matheus Rosseto. A Chape sentiu o gol, mas partiu para cima em busca do empate. A de Bruno Silva surtiu efeito. O atacante fez a jogada que resultou no gol de empate, aos 32 minutos. Dez minutos depois, ele evitou a saída da bola para servir Leandro Pereira, que cabeceou para virar o jogo.

BORDERÔ

Público total: 4.146 torcedores.

Renda: R$ 78.150.

SAIU ATRÁS E VIROU

A Chapecoense novamente saiu atrás no placar e precisou correr atrás do prejuízo. A última vez que o time começou um jogo vencendo foi no dia 5 de agosto, contra o Sport, quando Gilson Kleina ainda era o técnico da equipe. As duas vitórias conquistadas com Guto Ferreira foram de virada – sobre Corinthians e Atlético-PR.

Globo