Em Picuí-PB, açude Caraibeira começa a sangrar e águas seguem para a Barragem de Várzea Grande

O açude Caraibeira, localizado em Picuí, Seridó paraibano, considerado o segundo manancial mais importante do município, começou a sangrar na tarde noite desta quarta-feira (24).

Após 12 anos, o açude em tela com capacidade para 2.709.260 m3, responsável pelo abastecimento da cidade de Nova Palmeira através de bombeamento da CAGEPA e parte do município de Picuí via carros pipas, se encontra nesta quarta-feira (25) segundo a AESA com 100 % de sua capacidade e agora as águas de sua sangria segue pelo leito dos rios que leva o precioso líquido a barragem de Várzea Grande, um dos principais mananciais da região que abastece as cidades de Picuí e Frei Martinho.

O Várzea Grande tem capacidade para 21.532.659 m3 e se encontra hoje com 49.968 m3 (0,23%).

Segundo informações até o presente, além do Caraibeira vários pequenos e médios açudes estão sangrando na zona rural do município de Picuí, a exemplo das comunidades Gravatá, Manoel Pequeno, Amaro Garcia em Águas Belas entre tantos outros. Nesta Quarta foi registrado o arrombamento de dois pequenos barreiros na região do Seridó, município de Picuí, sendo que um deles contribuiu diretamente para a sangria antecipada do açude Caraibeira.

Segundo a Empaer/ETA, em Picuí as precipitações pluviométricas registram 35,6 mm e o acumulado neste ano de 2020 chega a 396,1 mm de chuvas na sede do município, na Zona Rural os registros ocorreram em maior intensidade.Após a boa chuva desta quarta (25), dois pequenos açudes arrombaram e suas águas desceram pelo rio do Pedro, onde se encontrou com o do das Várzea levando bastante água em direção a barragem de Várzea Grande.

Vídeo do açude Caraibeira começando a sangrando;

veja o vídeo do Rio em Picuí no final da tarde desta quarta feira (25);

Gepostet von Advailton Souza am Mittwoch, 25. März 2020

Portal do Curimataú