Sem liberação de dinheiro do Governo Federal, Obra da UBS se encontra paralisada em Picuí-PB.

ubs s luziaCom mais de 70% das suas instalações concluídas pela empresa vencedora da licitação, a UBS – Unidade Básica de Saúde do Distrito de Santa Luzia do Seridó, município de Picuí, está no momento com suas atividades paralisadas, em razão da não liberação da 2ª parcela pelo Ministério da Saúde, através da Caixa Econômica Federal.

A obra foi orçada em cerca de 475 mil reais e após equipada deverá chegar a R$ 600 mil, mas até o presente, o Governo Federal liberou apenas 70 mil reais para a construção o que representa menos de 16% do programado, inviabilizando a continuidade da ação.

Segundo o prefeito Olivânio Remígio (PT), a cobrança junto ao Ministério da Saúde e Caixa Econômica tem sido constante para liberação das medições dos serviços já executados pela empresa, mas infelizmente a burocracia e morosidade do serviço público tem atrasado e prejudicado o andamento e conclusão da UBS. O prazo final do investimento termina em dezembro próximo e caso não seja liberado a tempo os recursos pelo Ministério para a sua conclusão, será necessário a assinatura de termo aditivo.

─ Será o maior investimento em obra pública da história do distrito de Santa Luzia, o nosso município tem feito a sua parte no que se refere a contrapartida, resta agora o Governo Federal fazer a sua ─ disse o prefeito.

Portal do Curimataú