Em Picuí-Pb outdoor pró-Bolsonaro é destruído por intolerantes e antidemocratas, diz internautas

Outdoor BolsonaroPicuí está de luto pela democracia, não vivemos em democracia, os verdadeiros FASCISTAS do país, hipócritas, canalhas, nos acusam de fascismo, mas são eles os fascistas intolerantes, num ato covarde na calada da noite desta terça-feira (15) derrubaram o outdoor feito por eleitores do candidato à presidência da República Jair Messias Bolsonaro.

Foi com essa indignação que se manifestaram vários internautas em sua conta do facebook, na tarde desta terça feira (15), na cidade de Picuí, Seridó paraibano.

Segundo o denunciante, o outdoor foi feito sem recursos de fundo partidário, sem agrados típicos da política suja praticada a anos no Brasil, não teve tanque de gasolina, pão com mortadela ou falsas promessas, mas sim, pais de famílias e jovens estudantes que se reuniram de livre e espontânea vontade por concorda com as propostas e pensamentos do candidato Jair Messias Bolsonaro.Bolsonaro-Picuí

“Lamentamos que esta seja a atitude dos opositores desta legenda movida pela ditadura de opiniões do PT. Mostra quem são e quais suas intenções. Não é o primeiro ataque, em primeiro momento o local escolhido originalmente também foi desmontado na tentativa de boicotar a instalação do outdoor. Não tivemos outra escolha a não ser mudar o outdoor pra um local de menor visibilidade. Porém incomodados com a repercussão nas mídias sociais vândalos na calada da noite rasgaram a impressão e derrubaram o outdoor na força bruta de vários envolvidos. Minha amada Picuí é uma cidade civilizada e não podemos aceitar que entre nossa população pessoas intolerantes imponha na base da força sua prepotência ao poder”. Disse o internauta Denis Diniz em sua conta do facebook.

Possibilidade de Crime Eleitoral e Intolerância

O Outdoor foi colocado na tarde deste domingo (13) por simpatizantes na cidade de Picuí. No meio jurídico há quem afirme que no caso em tela, os protagonistas que colocaram o outdoor cometeram crime eleitoral e crime de intolerância os que destruíram.fux

No entanto, citar interesse em candidatura e exaltar qualidades pessoais de pré-candidatos não configuram propaganda antecipada. Assim entendeu o ministro Luiz Fux, do Tribunal Superior Eleitoral, ao rejeitar pedido contra outdoors instalados em municípios baianos em favor do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

O Ministério Público queria retirar todo o material, por meio de liminar, sob o argumento de que se trata de propaganda eleitoral antes da hora. Os outdoors, replicados em redes sociais, apresentam foto do deputado federal ao lado do seguinte texto: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. Bolsonaro. Pela honra, moral e ética.

Fux rejeitou pedido do MP porque outdoor não faz pedido expresso de voto.

O ministro afirmou que o dispositivo, incluído pela reforma eleitoral de 2015 (Lei 13.165), só considera propaganda antecipada o pedido explícito de voto. O entendimento, segundo ele, já era pacificado no próprio TSE mesmo antes da nova norma.

Portal do Curimataú