Acusado de aterrorizar família foi liberado pelo delegado de plantão

picui acusadoMais de 35 horas de perseguição, vários Policiais Militares do RN e PB envolvidos, várias guarnições dentro da mata a procura dos suspeitos de realizarem arrastão no sitio caraúbas, zona rural de Currais Novos, onde uma família viveu momentos de terror e o agricultor, dono do sítio, se encontra em natal hospitalizado e passará por duas cirurgias após ser brutalmente espancado, um dos acusados preso com objetos das vítimas foi ouvido e liberado pelo delegado de plantão.

O delegado interpretou que não houve flagrante continuado, considerou que todo o esforço dos policiais militares durante as diligências não representou uma perseguição ininterrupta, pois não havia a visualização dos acusados.

O suspeito identificado como Jeferson Eneias de Azevedo, 23 anos, residente em Carnaúba dos Dantas, que já cumpriu pena por tráfico de drogas, confessou esse crime e vários outros, mesmo assim foi ouvido, liberado e responderá em liberdade.

“Com quase 09 anos fazendo parte da Polícia Militar esse que vos escreve não se surpreende mais com nada, enquanto essa legislação chibata não for mudada continuará essa impunidade que alimenta a violência no nosso país e as famílias continuarão sofrendo as consequências. Só resta a Polícia Militar tampar o sol com uma peneira e continuar fazendo esse serviço de enxugar gelo.Brasil da impunidade”. Desabafou o policial.

“Aproveitamos para parabenizar a todos os Policiais Militares envolvidos nessa ocorrência que não mediram esforços e conduziram a ocorrência até a prisão de dois suspeitos pelos PMs da Paraíba; em especial os colegas PMs de Picuí e Frei Martinho que estão sempre nos dando apoio quando precisamos, obrigado a todos”. Disse.

Os outros dois acusados já foram identificados e também serão presos é questão de tempo.

*Por J Júnior

Fotos: Adailson Carlos