Açude de Boqueirão marca 6,3% de ocupação e segue rumo ao colapso total

boqueirão3Com apenas 6,3% de ocupação, o açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) está à beira de um colapso. Essa realidade afeta a vida de muitas famílias que vivem exclusivamente da água do reservatório. São homens e mulheres que passam a enfrentar uma situação cada vez mais difícil. 

Às margens do açude empreendimentos como bares, lanchonetes e restaurantes fecharam e os locais foram abandonados com o distanciamento da água. Muitos comerciantes da cidade de Boqueirão, no Cariri, a 146 km de João Pessoa, tiveram que abandonar o município em busca de melhores condições de vida.

“A gente vendia peixe, muita bebida, era bom de sobreviver, mas agora está difícil”, revelou a comerciante Laudeci da Silva, lembrando dos tempos em que o açude estava cheio. Ela ainda mantém um estabelecimento comercial nas proximidades do sangradouro do reservatório.

Correio