João admite ‘toque de recolher’ caso população continue desrespeitando normas

Apesar de o isolamento social ser a melhor maneira de evitar o contágio pelo novo coronavírus, muitos paraibanos insistem em descumprir as normas e têm frequentado praias, bares e realizado reuniões em casas, além de feiras livres.

Em entrevista ao programa ‘No A’ da TV Arapuan, nesta segunda-feira (23), o governador João Azevêdo não descartou endurecer as normas de segurança, instituindo, inclusive toque de recolher, como já é feito em outros países.

As polícias militar e civil e Bombeiros militar estão passando nos bairros solicitando que a população volte para suas casas. Apesar disso, muitas pessoas têm descumprido essas normas de segurança.

Questionado a respeito do toque de recolher, João destacou o trabalho de conscientização, mas não descartou endurecer as normas: “Os profissionais de saúde e segurança são heróis. Estão nas ruas fazendo uma campanha de conscientização e o trabalho vem surtindo efeito. Nos últimos três dias à noite eu tenho saído para fazer um percurso pelos bairros da cidade e tenho percebido que a população está compreendendo que é preciso ficar em casa. Existem exceções que precisam de consciência maior da necessidade real”, disse.

João disse que espera não precisar endurecer medidas, mas “se não houver resposta (da população) e se o perfil epidemiológico assim indicar, vamos tomar medidas mais duras”, disse.

Marília Domingues