Com empate, Botafogo se classifica e Campinense dar adeus a competição nacional

Em confronto que colocou frente a frente Léo Moura e Magno Alves, o Botafogo-PB levou a melhor e carimbou a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil com um empate sem gols diante do Atlético-BA, no estádio Alberto Carneiro, na noite desta quarta-feira.

Com o resultado, o Botafogo aguarda o confronto entre Fluminense e Moto Club, marcado para o dia 26 de fevereiro, para conhecer seu adversário na próxima fase. O time paraibano ainda levou uma premiação de R$ 650 mil.

O JOGO

O Atlético não entrou na Copa do Brasil para brincar. Liderado pelo veterano Magno Alves, o clube baiano foi para cima e criou as melhores oportunidades de gols. Aos 26 minutos, Paulinho avançou pela lado direito e cruzou. A defesa afastou, mas a bola ficou com Dedeco, que mandou rente ao gol.

Aos 37, o gol ficou novamente próximo de sair. Vitinho recebeu livre dentro da área e chutou para um milagre do goleiro Samuel Pires. Bem marcado, Magno Alves não conseguiu levar perigo.

Pelo lado do Botafogo, Léo Moura se mostrou muito participativo, mas quem deu trabalho foi Kelvin, até se lesionar. O atacante botou correria pelo lado esquerdo de campo, mas acabou desperdiçando as oportunidades criadas.

SEGUROU!

No segundo tempo, o Magnta resolveu dar seu ar da graça. O atacante fez o pivô, girou para cima da marcação e chutou rente à trave. A resposta do Botafogo veio em um arremate de Rodrigo Andrade. Fábio Lima segurou.

O Botafogo, no entanto, foi crescendo na partida e sentiu o ‘gostinho’ do gol aos 25 minutos. Rodrigo Andrade arriscou de longe e mancou caprichosamente na trave. Pelo lado do Atlético, Jacson saiu de frente para Samuel Pires, mas acabou chutando muito forte, para fora.

Nos minutos finais, o time paraibano se fechou e acabou conseguindo segurar o rival para confirmar a classificação para a próxima fase.

Campinense joga bem, mas não consegue vencer a defesa do Atlético-MG que se classifica com o 0 a 0 no Amigão.

O Campinense Clube se apresentou muito bem na noite desta quarta-feira (12) diante de um gigante da Série A do Brasileirão, mas foi o Atlético-MG que se classificou à segunda fase da Copa do Brasil. A partida terminou em 0 a 0 no Estádio Amigão, em Campina Grande, mas o Galo Mineiro avançou graças ao regulamento da competição, que assegura ao time visitante a vaga em caso de empate no jogo único da primeira fase.

Na próxima fase, o adversário será o vencedor do confronto entre Afogados-PE e Atlético-AC, que se enfrentam nesta quinta-feira, em Pernambuco.

Pelo sorteio realizado antes do início da competição, o Galo jogará fora de casa na segunda fase, que também será disputada em partida única, mas com decisão por pênaltis em caso de empate.

Nos acréscimos do primeiro tempo da partida disputada em Campina Grande, o Atlético-MG chegou a pedir um pênalti. Em cobrança de falta do lado direito, Mailtn levantou a bola na área, Igor Rabello caiu e pediu pênalti, mas o árbitro Antonio Dib Moraes de Sousa mandou seguir.

Precisando da vitória para evitar a eliminação na Copa do Brasil, o Campinense se expôs mais durante o segundo tempo, especialmente nos minutos finais.

O Atlético-MG, porém conseguiu se segurar e ainda levou perigo por meio de Nathan em jogada individual.

FICHA TÉCNICA:

CAMPINENSE 0 x 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Amigão, Campina Grande, PB

Data: 12 de fevereiro de 2020, quarta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga e Janystony Rabelo de Melo

Cartões amarelos: Uesles (CAM); Igor Rabello, Zé Welison (CAM)

CAMPINENSE: Adilson; Alex Maranhão, Vitão, Uesles e Matheus Camargo; Peu, Allefe (Vinícius Vargas), Gabriel Vieira (Rhuann) e Romário; Fábio Júnior e Rafael Ibiapino (Zé Paulo) Técnico: Oliveira Canindé

ATLÉTICO-MG: Michael; Mailton, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Jair (Allan), Edinho (Marquinhos), Borrero (Nathan) e Hyoran; Di Santo Técnico: Rafael Dudamel

Redação