Assembleia aprova MP que incentiva geração de empregos para os jovens

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, na sessão de quarta-feira (5), a Medida Provisória (MP) 282/2019, de autoria do Governo do Estado, que institui o Programa Primeira Chance. A matéria, que incentiva à concessão de estágio e iniciação profissional, foi aprovada por unanimidade na Casa.

A criação do programa permite que instituições de ensino implantem ações de incentivo a primeira experiência profissional a estudantes da rede estadual. Ainda de acordo com o texto, ações serão articuladas para a geração emergencial de oportunidades de trabalho para a juventude.

A deputada Cida Ramos, relatora da Medida Provisória, declarou que o programa é uma importante ferramenta de inclusão social e produtiva para os jovens. “Tem um alcance social enorme, além de estar em consonância com os preceitos que determinam todas as legislações educacionais”, avaliou a deputada.

O Primeira Chance está no programa pedagógico da Rede Estadual de Ensino como uma das pontes articuladoras entre a escola, a vida e o desenvolvimento do nosso Estado. Ele articula a escola e o nosso aluno para o primeiro emprego e também o setor produtivo com a escola. Dessa interação, o projeto se ajusta para se aproximar das necessidades das comunidades e do setor produtivo, de modo que a escola também possa cumprir sua missão de contribuir para o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais”, informa o secretário de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, Aléssio Trindade.

Ciência é mais do que uma chance de colocação no mercado, o programa vai gerar um impacto social, ambiental e econômico dentro da própria escola e na região, conforme o coordenador do Primeira Chance, Antônio de Pádua: “O setor produtivo local será potencializado com o acréscimo dos conhecimentos gerados na escola e a escola receberá conhecimentos vindos das empresas. ”Pádua explica que as oportunidades – tanto para os alunos quanto para as empresas – serão abertas em setores-chave da economia nas diferentes regiões da Paraíba, por exemplo, no Litoral, em turismo, hotelaria e restaurantes; em São Bento, Guarabira e Cajazeiras, onde há cursos de vestuário, moda e têxtil, e empresas nesse segmento. Outra porta de ingresso ao estágio será em órgãos e instituições estaduais.

ALPB com setor mineral em foco