Prefeitos de Picuí e Currais Novos-RN discutem Cooperação Administrativa no Seridó.

Os prefeitos de Picuí, Olivânio Remígio e de Currais Novos-RN, Odon Júnior, se encontraram no centro administrativo da cidade paraibana para um bate-papo informal sobre a eficiência da administração pública em seus municípios e as dificuldades financeiras enfrentadas pelos gestores brasileiros.

A conversa, porém, caminhou noutra direção no momento em que os gestores perceberam demandas comuns em seus municípios que podem despertar a atenção de outros prefeitos e viabilizar projetos de cooperação aptos a beneficiar o povo de parte do Seridó da Paraíba e Rio Grande do Norte.

Odon Júnior registrou a passagem por Picuí nas redes sociais. Disse que havia firmado parceria com a Prefeitura de Frei Martinho, também na Paraíba, para recuperação da estrada que liga a cidade ao município de Currais Novos. Depois disso Odon afirmou que passou por Picuí e fez um balanço com Olivânio Remígio sobre as experiências administrativas desenvolvidas em seus respectivos municípios. “Precisamos ver o exemplo da UFRN como um modelo que pode ser aproveitado nas prefeituras”, indicou Olivânio.

Tanto o prefeito de Picuí quanto o de Currais Novos demostraram preocupação com o avanço das despesas obrigatórias das prefeituras. De acordo com pesquisa divulgada em dezembro de 2018 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em 20 anos o aumento do gasto com pessoal ultrapassou 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e o maior percentual de gasto está concentrado nos municípios.

Em 2017 o serviço público federal exigiu R$ 177 milhões para o pagamento de folha. Os vencimentos dos servidores estaduais somaram R$ 287 bilhões. Para honrar a folha, os prefeitos destinaram R$ 257 bilhões. “Mais da metade dos trabalhadores públicos brasileiros está lotada nas prefeituras. O crescimento do vínculo registrado nos últimos 20 anos foi de 175%”, disse Olivânio.

O prefeito acaba de anunciar a realização de concurso público para o preenchimento de 46 postos de trabalho. Os salários variam entre R$ 998,00 até R$ 3.928,15. Nos dois primeiros anos de seu governo, Olivânio Remígio pagou uma folha de quase 56 milhões de reais. Mesmo assim, a Prefeitura de Picuí foi uma das poucas na Paraíba que conseguiram fazer investimentos para a população. No município o prefeito pavimentou ruas, construiu e reformou praças e equipamentos públicos e manteve o funcionalismo com salários em dia. “Minha equipe é referência no estado. Se não tivéssemos capacidade de gestão e compromisso com a probidade administrativa, o povo estaria sofrendo”, revelou Olivânio.

Odon Júnior entende o cenário nacional e elogiou a gestão de Picuí. O prefeito de Currais Novos tem observado os rumos da administração pública no país e concorda que a união dos prefeitos pode garantir investimentos básicos para a população. “A atual situação do Brasil requer muito controle nas despesas públicas e busca de parcerias para realizar ações”.

Unanimidade

A reunião contou com a presença de parte da equipe administrativa de Picuí. Os secretários Márcio Renato, Ranieri Ferreira e Fernando Cross, além do vereador Jean Barros também discutiram as ações empreendidas no município.

O chefe de Gabinete de Currais Novos, Rodolfo Lucena, acompanhou o prefeito Odon Júnior e também debateu possibilidades de cooperação com o grupo de Olivânio Remígio.

Todos concordam que a atuação conjunta das lideranças políticas do Seridó pode potencializar investimentos nos municípios dos dois estados. Em dezembro, a governadora do Rio Grande do Norte recebeu Olivânio em Nova Palmeira e debateu a mesma questão.

O prefeito de Picuí explicou a Odon Júnior que os deputados Frei Anastácio e Chió Batista estão comprometidos com o município e já vão se esforçar para que Picuí continue a pagar em dia e fazer investimentos para a população. Odon Júnior explicou que em Currais Novos tem recebido apoio das bancadas federal e estadual, além da atenção da governadora Fátima Bezerra. Os prefeitos não marcaram um novo encontro, mas garantiram que parcerias devem se empreendidas no Seridó.

Seridó

O Seridó é uma região que abriga 40 municípios, com uma população de 429.859 habitantes. 25 cidades estão localizadas no estado do Rio Grande do Norte. 15 estão na Paraíba, que subdivide o recorte em Ocidental e Oriental.

“A coesão do Seridó é tão intensa que o Rio Grande do Norte elegeu uma governadora nascida no Seridó paraibano, e que viveu muitos anos em Picuí. Somos um povo só e temos raízes nos dois estados”, disse o prefeito Olivânio Remígio.

Os seridoenses compartilham uma malha de rodovias, um parque industrial e uma infraestrutura de serviços públicos comum. “Compramos bolacha em Carnaúba dos Dantas e Jucurutu e o povo do Rio Grande do Norte nos compra telhas e tijolos, principalmente”, exemplificou o prefeito de Picuí.

Para se ter uma ideia, a faculdade de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte oferece um bônus de 20% para alunos candidatos da região como forma de aumentar a oferta de profissionais no Seridó.

Assessoria