Em Picuí-PB, Gestão Municipal garante o abastecimento de água para todo município

Desde o início da atual Gestão, em função da seca que assola o município, a Prefeitura de Picuí, Seridó paraibano, vem  garantindo o abastecimento da zona urbana de forma pontual. Nesse período, 1.314 pipas d’água foram distribuídas nos 22 pontos de abastecimentos de água espalhados pela cidade, incluindo caixas d’água de 5 mil e 10 mil litros, além dos poços com cata-ventos, todos mantidos pelo poder público municipal.

De acordo com Ranieri Ferreira, secretário de Agricultura, Turismo e Meio Ambiente, o precioso líquido vem abastecendo chafarizes que são caixa d’água, garantindo o abastecimento a toda população, além de todos os prédios públicos municipais, incluindo escolas e postos de saúde.

Com um custo médio em torno de 90 reais por pipa d’água para a zona urbana, levando em consideração que o veículo pertence à Prefeitura, a ação, somada a 160 pipas em média para abastecimento na zona rural, resulta em uma despesa exorbitante aos cofres da edilidade.

O prefeito Olivânio Remígio (PT), afirmou que por se tratar de um serviço de muita relevância para sobrevivência humana, o município vem assumindo toda despesa sem ajuda financeira de outro ente federado.

Para Olivânio, o abastecimento de água é um investimento social, com distribuição de água de qualidade, onde mensalmente são feitas análises bacteriológicas, a água é tratada com cloro em pastilhas, destacando também um grande desprendimento por parte da equipe da Secretaria de Agricultura para coordenar e garantir este serviço, que é custeado com recursos próprios dos cofres municipais, e enquanto as chuvas não voltarem à regularidade para reabastecer os nossos mananciais, este serviço continuará sendo feito, buscando, como sempre fez, alcançar toda a população urbana e rural que necessita desse serviço.

Redação com Ascom