Desentendimentos entre Prefeito de Picuí e Comandante da Policia Militar, suspende parceria unilateral.

olivanio galvãoNa manhã desta segunda-feira (11), o 9º BPM da Polícia Militar da Paraíba com sede na cidade de Cuité, Curimataú paraibano, suspendeu unilateralmente o convênio que mantinha há vários anos com a Prefeitura Municipal de Picuí.

O Convênio em tela se refere à parceria com aluguel de casa e alimentação dos policiais da Patrulha Rural dos Distritos de Santa Luzia do Seridó e Serra dos Brandões no município de Picuí, além do abastecimento d’água da Companhia de Polícia de Picuí.

O fato aconteceu, em função das recentes declarações dadas pelo Prefeito de Picuí, Olivânio Remígio (PT) em um programa na Rádio Sisal FM, no qual após denuncia de um morador da Vila de Serra dos Brandões, acusando a Gestão Municipal de não apoio a polícia, gerando insegurança a população pela ausência de policiais na região, acusou o Tem. Cel. Afonso Galvão de Omisso, pelo fato de não divulgar e reconhecer a parceria da Prefeitura de Picuí com a Polícia Militar, com custos mensal de cerca de 4 mil reais mensal.

De acordo com informações do Comandante Afonso Galvão, apesar da suspensão da parceria, a comunidade não vai ficar prejudicada, pois o policiamento continuará sendo feito nas comunidades serrana de forma intensa.patrulha rural

O Cel. Afonso Galvão aproveitou ao ensejo, para comunicar em primeira mão a nossa reportagem, que nesta data está substituindo o comando da Companhia de Polícia de Picuí. Assume o Major Herbet e já trará mais duas viaturas com vistas a ampliar o policiamento na área.

Segundo Galvão, em breve estará realizando a solenidade de passagem do comando em Picuí.

Em contato com o prefeito Olivânio, esse informou a nossa redação que até o presente não tinha recebido qualquer informação oficial do Comandante do 9º BPM, comunicando a suspensão unilateral do convênio.

É grande a apreensão dos habitantes da região serrana, com receio da volta de assaltos, arrombamentos e arrastões nas comunidades envolvidas com a suspensão do convênio, visto que com o advento da Patrulha Rural, diminuiu consideravelmente, devolvendo a tranquilidade aos moradores. Eles afirmam que havendo mais humildade de ambos os lados com consequente entendimento evitaria essa ação que só prejudica a população serrana que nada tem haver com os desentendimentos em tela.

“Penso que os nosso representantes devem interceder junto ao Governador João Azevedo e Secretaria de Segurança Pública, objetivando rever essa situação que só vem a prejudicar nossa comunidade”. Disse Francisco Paulino morador do Distrito.

Portal do Curimataú