“Farei oposição responsável”, diz ex-prefeito de Pedra Lavrada

Tota_2O ex-prefeito da cidade de Pedra Lavrada, Seridó paraibano, Tota Guedes (DEM), declarou que fará uma oposição responsável ao seu adversário político, o atual prefeito Jarbas Melo (PSD). Tota foi candidato a prefeito no pleito do ano passado, mas perdeu para o então vereador Jarbas Melo.

“A população me colocou no papel de oposição, então vamos ser oposição. Vou fazer uma oposição responsável, dá o tempo necessário que o gestor que está assumindo agora tem que ter, de quatro a seis meses, para vê como irá se comportar a administração dele. Não adianta em um momento como este eu criticá-lo. O prefeito está chegando agora”, disse o ex-prefeito.

Como presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (FAMUP), Tota Guedes disse que as propostas feitas por Jarbas em palanque são inviáveis. “Foram feitas propostas em cima de propostas, soluções fáceis que não existem e que a gente vai aguardar essas propostas virem a acontecer mesmo ou não. Agora vamos fazer o papel que a população nos colocou que é de oposição”.

Sobre 2020, Tota disse que é muito cedo para pensar nisso, mas deixou claro que permanecerá na política. “Vou permanecer na política da mesma forma, naquilo que eu puder ajudar minha cidade, vou procurar ajudar e 2020 é um processo. A gente vai vê o que é que constrói, se tiver de ser outra pessoa do nosso grupo, que esteja no nosso grupo, não terá problema nenhum em apoiá-lo, de forma alguma”.

Indagado sobre uma disputa em nível de Estado – comparado com o deputado Buba, que foi prefeito e presidente da FAMUP e hoje é deputado – Tota disse que não tem pretensão e enalteceu seu compromisso com o deputado socialista. “Nós temos um compromisso com o deputado Buba, o compromisso será mantido, não tenho a menor dúvida disso, também com o deputado Efraim Filho, com o próprio governador Ricardo Coutinho e vamos manter esse compromisso. Acho que pra um filho de caminhoneiro já chegou longe demais”, revelou.

Com PoliticandoPB

Assista a entrevista do ex-prefeito: