Em Nova Palmeira – PB professores da rede municipal de ensino ameaçam paralisar por falta de pagamento

dinheiro liso jpeProfessores da Rede Municipal de Ensino do município de Nova Palmeira, no Seridó paraibano, estão sem receber o mês de setembro e ameaçam paralisar suas atividades do magistério.

Nesta quinta-feira (20), os repasses do Fundeb, fundo esse que garante no mínimo a aplicação de 60% do valor creditado nas contas públicas, segundo demonstrativo do Banco do Brasil, serão somados cinco repasses, considerando os dos dias 10, 20 e 30 de setembro creditado R$ 142.873,01, como também os repasses dois dias 10 (até o dia 18/10 R$ 58.535,33) e 20 de outubro.

No mês passado, o atual prefeito de Nova Palmeira, José Félix, “Zinho”, junto ao Ministério Público, ajustaram o Termo de Ajustamento de Conduta – TAC nº 10/2016, para regularização dos pagamentos atrasados na folha de pagamento do município de Nova Palmeira.

Segundo a tabela do TAC, o prefeito eleito Ailton Gomes, já assume a Prefeitura Municipal de Nova Palmeira tendo que no dia 10 de janeiro do próximo ano, pagar integralmente aos ativos e inativos, o 13º salário acumulado da gestão anterior.

Ressalta-se que por lei, o gestor terá que aplicar no mínimo 60% do recurso do Fundeb ao magistério, ou seja, não podendo utilizar esse percentual para outros fins.

Veja a Tabela:

Com Nova Palmeira Notícia