Depressão afasta duas pessoas por dia de seu emprego na Paraíba.

saude mentalPor dia, pelo menos dois trabalhadores na Paraíba são afastados das suas atividades laborais devido à depressão. Segundos dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foram mais de 2,8 mil afastamentos no Estado nos últimos quatro anos (auxílio-doença e aposentadorias por invalidez).

Depressão é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite.

Além da depressão, transtorno de ansiedade e outros problemas de saúde mental podem impedir o exercício profissional e o mês de abril faz um alerta para esse tipo de doença.

Segundo a psiquiatra Glória Carvalho de Barros, a atividade física auxilia na melhora dos transtornos mentais.  “Busque uma atividade que lhe dê prazer. Este é o melhor remédio. Faça uma atividade física, dance, cante, abrace as pessoas. O acolhimento e o amor são fundamentais”, recomendou.

De acordo com o procurador do Trabalho Raulino Maracajá, há ações do Abril Verde sendo desenvolvidas em aproximadamente 20 cidades da Paraíba, com atividades em empresas, escolas, universidades, câmaras municipais e associações.

“Mais de R$ 80 bilhões são os gastos previdenciários com acidentes de trabalho e doenças laborais, de 2012 até hoje. Os acidentes geram prejuízos para toda a sociedade”, alertou Maracajá.

MaisPB