Bolsonaro critica PL das Fake News e afirma: ‘Não pode ter censura’

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o texto atual do Projeto de Lei das Fake News que tramita no Congresso Nacional, durante sua transmissão feita ao vivo pelo Facebook, nesta quinta-feira (2). Bolsonaro disse que o Brasil não pode permitir nenhum tipo de censura.

A proposta foi aprovada pelo Senado nesta semana e seguiu para análise da Câmara. O texto tem por objetivo combater a divulgação de notícias falsas em aplicativos de mensagens em redes sociais, mas críticos da proposta apontam uma possível violação de direitos de usuários, assim como “ataques” à privacidade.

Na live, o presidente Bolsonaro defendeu a liberdade de expressão e não concorda com censura.

“PL das Fake News (…) Eu quero dizer a todos que o próprio presidente da Câmara [Rodrigo Maia] falou que o projeto, uma vez aprovado no Senado, iria sofrer alterações na Câmara e cabe a mim a possibilidade de veto. Isso é natural (…) Logicamente o pessoal sabe minha posição, eu sou extremamente favorável à liberdade total da mídia. Até dessas tradicionais que vivem dando pancada em mim o tempo todo (…) Não podemos admitir censura aqui”, explicou.

O presidente também disse que pretende vetar o projeto caso ele seja aprovado pela Câmara dos Deputados do jeito que passou no Senado.

“Se o projeto chegar bom, a gente sanciona. Agora, se chegar como está no momento, não temos como deixar de vetar (…) Quando se fala em liberdade de expressão, se fala em democracia. Muita gente fala em democracia da boca para fora, mas aprova projetos que cerceiam a liberdade de imprensa. Não podemos admitir isso. Eu duvido qual cidadão no Brasil é mais criticado na internet do que eu. Apelidos e um monte de coisas. Se eu me sentir prejudicado, posso entrar na Justiça (…) Agora, jamais [vou] querer censurar a mídia para me proteger”, ressaltou.

Redação