Água Doce da Paraíba é tema de vídeo institucional do Ministério do Meio Ambiente

agua pbUma equipe de reportagem do Ministério do Meio Ambiente (MMA) está na Paraíba para fazer um vídeo institucional sobre o Programa Água Doce (PAD), desenvolvido no Estado. Os dois jornalistas e um consultor do MMA, que chegaram quinta-feira (05) e permanecem nesta sexta-feira (06) no interior do Estado visitam seis sistemas de dessalinização instalados nos municípios de Olivedos, Boa Vista, Parari, Serra Branca e Amparo. O trabalho consiste no registro de imagens e depoimentos dos moradores das localidades onde estão instalados os sistemas, para divulgação no portal do Ministério, bem como em eventos relacionados ao tema.

De acordo com o consultor do MMA, Rafael Dantas, a escolha da Paraíba para fazer o vídeo se deve ao sucesso do Programa Água Doce e pelo fato do Estado possuirmaior número médio de beneficiários por sistema de dessalinização em funcionamento, em baixo custo. Segundo Rafael, a inciativa se deve também pelos relatos dos beneficiados expostos durante encontro estadual ocorrido em maio de 2018 em Campina Grande, onde eles ressaltaram a melhoria na qualidade de vida em função do consumo da água potável, a partir da operação do sistema de dessalinização.

A equipe capturou imagens dos seis sistemas em funcionamento, nas cidades citadas com destaque para os depoimentos, assim como dos reservatórios de água, do equipamento de dessalinização, da parte de captação de água pelos moradores e o consumo animal. Nessas localidades estão sendo beneficiadas cerca de 2.300 pessoas, com um investimento de R$ 756 mil e 654.

“O Água Doce tem contribuído substancialmente com a melhoria da qualidade de vida das pessoas. O acesso à água de qualidade é um direito fundamental e deve ser respeitado. Atualmente temos mais de 500 sistemas de dessalinização funcionando nos Estados do semiárido brasileiro, o que atende mais de 200 mil pessoas”, informou o consultor do MMA.

Até o mês de dezembro o PAD vai atender a 93 comunidades rurais, contemplando cerca de 50 mil pessoas de mais de 40 municípios do Semiárido paraibano. A iniciativa é executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia (Seirhmact), em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e conta com um investimento de mais de R$ 22 milhões.

O Programa Água Doce vem melhorando a qualidade de vida de famílias da região do Semiárido, tanto no que diz respeito à saúde, com água potável para consumo humano e para os animais, quanto na possibilidade de geração de renda, nos Sistemas de Dessalinização com Unidades Produtivas. “Os sistemas operam em comunidades que antes eram abastecidas com carro-pipa, água de poços com alta salinidade e também de açude, sem qualidade para o consumo”, explicou o coordenador estadual do Programa, Robi Tabolka.

Secom-JP