Assistência técnica da Emater garante maior produtividade a agricultores de Lagoa Seca

emater l secaOs agricultores familiares da cidade de Lagoa Seca, Agreste paraibano, estão obtendo índices de produtividade elevados por conta do uso da energia solar e do método de irrigação desenvolvidos pela Emater. O sistema de irrigação pode ser composto por mangueira com crivo, microaspersão ou gotejamento. O sistema garante uma produtividade média de 40 a 60 toneladas de hortaliças por hectare ao ano.

Os extensionistas da Emater Lagoa Seca, Juarez Rodrigues e Antonio Venâncio, com o acompanhamento do coordenador regional da Emater em Campina Grande, Sales Junior, destacaram que o ganho dos agricultores familiares tem sido notável. “Essa assistência técnica fornecida pelo Governo do Estado tem melhorado consideravelmente a qualidade de vida dessas famílias, dando a elas condições de produzir em qualidade e também em quantidade, o que garante maior lucratividade”, afirmou.

Lagoa seca7  02-03-2018.jpgOs agricultores, que moram na Comunidade Pau Ferro, produzem alface americana, espinafre, couve, brócolis, couve folha, couve flor, rúcula, coentro, salsa, alho poró, cebolinha, pimentão, beterraba, tomate, cereja, entre outras hortaliças. Toda a produção é destinada para a Feira Agroecológica de Campina Grande, com venda direta ao consumidor e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Um dos agricultores que aderiram ao sistema de energia solar e de irrigação é José do Patrocínio Ferreira. “Os benefícios, desde que instalei a energia solar com o apoio dos técnicos da Emater, têm sido além do que eu imaginava, inclusive aumentando o que eu produzia”, disse.

Já o produtor Antônio Ferreira de Oliveira está com um projeto solar elaborado pelo escritório da Emater em Lagoa Seca no valor de R$ 56.425,00 com capacidade para 12,35 KWp, já em análise pelo Banco do Nordeste. “Esse apoio tem sido muito importante, porque garante não apenas a produção, mas também a venda do que produzimos”, completou. Todos os produtos são livres de adubos sintéticos ou defensivos químicos.

Além da assistência técnica, os agricultores familiares contam com uma boa estrutura para a produção, como caixa de distribuição de água, poços tubulares profundos, crédito rural para a perfuração de poços, construção ou reforma de barragens para irrigar as hortaliças cultivadas.

Redação